29 de agosto de 2011

O OLHAR DO MUNDO ( Olavo Bilac )



Deixa que o olhar do mundo enfim devasse
Teu grande amor que é teu maior segredo !
Que terias perdido, se, mais cedo,
Todo o afeto que sentes se mostrasse ?

Basta de enganos, mostra-me sem medo,
Aos homens, afrontando-os face a face:
Quero que os homens todos, quando eu passe,
Invejosos, apontem-me com o dedo.

Olha, não posso mais ! Ando tão cheio
deste Amor, que minh'alma se consome
de te exaltar aos olhos do Universo...

Ouço em tudo teu nome, em tudo o leio:
E, fatigado de calar teu nome,
Quase o revelo no final de um verso!

5 comentários:

Artes e escritas disse...

Sinal que os tablóides ingleses já especulavam sobre as celebridades. Amei este poema de Bilac.

Ivone Poemas disse...

..."FATIGADO DE CALAR TEU NOME,QUASE O REVELO NO FINAL DE UM VERSO!"
LINDO E TRISTE!!!
IVONE POEMAS
HENRISTO.BLOGSPOT.COM

Luks Vieira disse...

Palavras intensas..rs. Quem é o autor(a)? Lindo poema!!!
Att.,
Luks

Dilmar Gomes disse...

Amiga Lecy'ns, Olavo Bilac, cognominado na época dele, príncipe dos poetas, acho que o maior poeta.
Querida, tu sabes da nossa literatura.
Um grande abraço. Tenhas um bom dia.

Luna Sanchez disse...

É, amor não se economiza.

;)

Um beijo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...