7 de agosto de 2011

O SILÊNCIO ( Mário Quintana)






Convivência entre o poeta e o leitor,

Só no silêncio da leitura a sós.

A sós, os dois. Isto é, livro e leitor.

Este não quer saber de terceiros,

Não quer que interpretem,

Que cantem, que dancem um poema.

O verdadeiro amador de poemas ama em silêncio.....



8 comentários:

Beto Default disse...

Comentário

blog da Paraguassu disse...

Olá Lecyn's
Quando se fala em Mário Quintana, não precisa de nenhum adjetivo a mais para identificá-lo como o poeta de todas as épocas.
Este poema fala por tantas coisas que sentimos, quando estamos a ler um livro. Somos nós e o livro e o silêncio diz tudo.
Um grande beijo,
Maria Paraguassu.

Jussara e Tania disse...

Olá Lecyn's
Obrigada por sua visitinha e suas palavras tão amáveis em nosso blog, mas o seu blog é lindíssimo, um luxo, com tantas coisas belas ainda mais tendo o nosso poeta Mário Quintana.
Parabéns pelo belo trabalho
Bjs
Jussara e Tania

Artes e escritas disse...

Olá, um poema que diz da bela convivência entre o livro e o leitor. Um abraço, Yayá.

Flor de Maio disse...

Oi querida Lecyn's,
Gosto muito do Mário Quintana, mas não conhecia este texto. Realmente entre autor, livro e leitor há um triângulo amoroso!
Que bom que voce veio me visitar, pois adoro seus comentários e sua presença.
Um beijo em seu coração,
Flor de Maio

Aclim disse...

Lindo demais.

Vou ficar por aqui

Abraço

victoria eugenia disse...

mis felicitaciones por estos bellos poemas.
Salaudos.

Luks Vieira disse...

Lindo poema. Realmente o silêncio é tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...