16 de setembro de 2011

PUS O MEU SONHO NUM NAVIO ( Cecília Meirelles )


Pus o meu sonho num navio
E o navio em cima do mar;
Depois, abri o mar com as mãos,
Para o meu sonho naufragar.
Minhas mãos ainda estão molhadas
Do azul das ondas entreabertas,
E a cor que escorre dos meus dedos
Colore as areias desertas.
O vento vem vindo de longe...
A noite se curva de frio...
Debaixo da água vai morrendo
Meu sonho dentro de um navio...
Chorarei quanto for preciso,
Para fazer com que o mar cresça,
E o meu navio chegue ao fundo
E o  meu sonho desapareça.
Depois, tudo estará Perfeito: 
Praia lisa, Águas ordenadas, 
Meus olhos secos como pedras
E as minhas duas mãos quebradas...

5 comentários:

Francilangela disse...

E ele segue...

Dilmar Gomes disse...

Amiga Leci'ns, esta é Cecília Meireles, grande poetisa brasileira do século passado.
Um grande abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Luna Sanchez disse...

Praticando o desapego.

...

Beijo.

Elisa T. Campos disse...

Lecy'ns
Com este lindo poema você me fez lembrar o meu tempo de colégio em que fui obrigada a decorar para declamar com os outro colegas de classe.

bjs

Maria Alice Marques disse...

Olá, seja bem vinda tanbém ao meu blog e muito obrigada pelas suas palavras tão gentis.Sempre que puder virei aqui porque eu adoro poesia. Bjos alice.*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...