5 de outubro de 2011

TÃO SUTILMENTE ( Lya Luft )



Tão  sutilmente em tantos breves anos,
Foram se trocando sobre os muros,
Mais que desigualdades, semelhanças,
Que aos poucos dois são um,
Sem que no entanto deixem de ser plurais:
Talvez as asas de um só anjo - inseparáveis.


Presenças, solidões que vão tecendo a vida,
O filho que se faz, uma árvore plantada,
O tempo gotejando do telhado.
Beleza perseguida a cada hora, para que não baixe
o pó de um cotidiano desencanto.

Tão fielmente adaptam-se as almas destes corpos,
Que uma em outra pode se trocar,
Sem que alguém de fora  o percebesse nunca .

10 comentários:

Weslley Almeida disse...

Olha... desaguei em fruição nos seus versos.

Metáforas fora do "lugar comum".
Belo!
Tem um trecho que parece com algo que já escrevi alguma vez, com outras palavras:
"Que aos poucos dois são um,
Sem que no entanto deixem de ser plurais"
Essa coisa de se sentir um com o outro, mas percebendo as multicoleres individuais...

Abraço, poetisa!

José Ramón disse...

Lindo poema.
Un cordial saludo de José Ramón desde…
Abstracción textos y Reflexión.

Asas da Ilusão disse...

Com certeza tivestes e continuas tendo asas que te levam a voar até esses poemas que descrevem tua alma serena. Boa semana amiga!

Geraldo Mendes disse...

Primeiramente, obrigado pelas visitas e pelo carinho.

Muito legal e inspirador esse seu "cantinho"
Bjo bom...

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
LECY´NS

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, TOQUE DE CANELA ,STAR WARS, CARROS DE FUEGO, MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

José
Ramón...

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa tarde Amiga
Hoje vim só para lhe agradecer
Com um simples dizer
Muito obrigado pelo seu carinho
Lá no meu cantinho.
Muito obrigada pela terna alegria
Que me traz a cada dia
Com a presença de sua luz
Você me conduz
Ao encontro do segredo de tudo saber
Que está dentro do meu ser.
Obrigada por me ajudar
A ver e a sentir a realidade
Que me ajudará a caminhar
Ao encontro da minha felicidade.
Querida amiga
Nesta cantiga
Quero apenas reforçar a minha gratidão
Obrigada por me estender a sua mão.
Obrigada por me falar
Com o sentimento de seu coração,
E por me mostrar
O valor de ser amigo
Que contigo
Veremos o bem se fortalecer
E o mau enfraquecer.
E assim a amizade será de verdade
Para toda a eternidade!
Tenha um bom fim de semana
Abraço amigo
Maria Alice

Elisa T. Campos disse...

Querida Lecy'ns
Gostei muito. Não li ainda nada sobre
Lya Luft, ou melhor li algumas colunas
na Revista Veja.
Linda postagem.

Obrigada pelo carinho no meu espaço.
Um lindo final de semana para você

beijos

De papo com Deus disse...

Lindo blog!!
Lindos poemas... Parabéns pela ideia!
........
Venho retribuir o carinho!

Que Deus continue te abençoando para que você possa postar mais e mais "sentimentos escritos" antes sentidos.

De papo com Deus

Luna Sanchez disse...

Gosto da ideia das asas do anjo, gosto mesmo.

Um beijo.

O N Z E P A L A V R A S disse...

Obrigada pela visita e comentário no onzepalavras. Bom final de semana com muita leitura. Ana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...