5 de fevereiro de 2013

ERA MÚSICA ( J.G.de Araújo Jorge )




E então soprou um vento de ternura intensa.
E as nuvens se dispersaram, e eu vi que meu coração emergia
Como um alto cume de montanha,dourado de sol, 
Musicado de pássaros e águas.

Olhava teus olhos, tuas mãos, teus cabelos, teu corpo..
Teu corpo era como um caminho sinuoso, por onde saí desesperado
a procurar-te !

E de repente, tomei-te nos braços, afaguei-te a cintura,  recolhi-te ao meu peito..
Teu coração inquieto pulsava mais que o córrego das montanhas..
Batia asas de pássaro encandeado..

E de repente saímos livres e felizes, 
Como simples animais de Deus,
Com a direção dos ventos..

Faminto, colhi-te como um fruto! Sedento, bebi-te como a água!
Marquei meus dentes em tua carne,
E escorreste pela minha boca, pelo meu  pescoço, pelo meu peito!
Meus braços foram tuas formas. Minhas mãos te conheceram!
Desmanchei-te os cabelos, e me perdi...

Nossas bocas se uniram, e se esqueceram..
Tatearam meus lábios escalando cumes..
Devassando vales..

E fiquei em ti, vivo e silencioso, como o sangue nas veias,
Como a seiva na raiz..
E desci sobre ti e me entranhei..como a chuva descendo e molhando,
E quando falamos.....era música !


3 comentários:

Lembranças de Sabonete disse...

muito bom!!! vou sempre passar aqui!

Ariel disse...

Olá Lecy'ns
boa tarde,
Eu adorei este poema,
apaixonado e muito sensual.

Desejo te uma linda semana
abraços e beijos

Beatris disse...

Bellissimo blog!!!
Meravigliose parole dentro poesie di cuore!!!
Buona giornata da Beatris

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...