28 de junho de 2013

EU E TU ( António Feijó )






Dois..Eu e Tu...num ser indissolúvel ....
Como brasa e carvão, centelha e lume, oceano e areia...
Aspiram a formar um todo - em cada assomo..
A nossa aspiração mais violenta se ateia..



Como a onda e o vento, a lua e a noite, o orvalho e a selva...
O vento erguendo a vaga, o luar doirando a noite...
Ou o orvalho inundando as verduras da relva
Cheio de ti...Meu ser d'eflúvios impregnou-te...



Como o lilás e a terra onde nasce e floresce...
O bosque  e o vendaval desgrenhando o arvoredo..
O vinho e a sede..o vinho onde tudo se esquece...
Nós dois...d'amor enchendo a noite do degredo...



Como parte dum todo, em amplexos supremos,
Fundindo os corações no ardor que nos inflama...
Para sempre um ao outro, eu e tu pertencemos...
Como se eu fosse o lume e tu fosses a chama....

5 comentários:

LUCONI disse...

Muito lindo e envolvente, obrigada pela partilha, beijos Luconi

Lemon Chic disse...

você tem um ótimo blog ^ ^
você quer seguir um ao outro?
siga-me e me avise com um comentário
e siga você também :))


beijos
http://lemonchicbeautyfashion.blogspot.it/

ॐ Shirley ॐ disse...

Querida amiga, procurei o verso mais bonito para citar nesse comentário, porém, desisti...São todos maravilhosos e seria preciso transcrever o poema inteiro. Amei! Um abraço pleno de serotonina pra você!!!

YoSueño disse...

ღೋ ೋღ Que tengas un estupendo ღೋ ೋღ
fin de semana ღೋ ೋღ.ღೋ.Un ABRAZO

Ariel disse...

Olá Lecy'ns,
boa tarde,
um poema maravilhoso,
Eu apreciei cada verso,
obrigado por compartilhar estas obras

Desejo-lhe um belo começo para a semana
um beijo e um abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...